top of page

Como lidar com os traumas causados por uma mãe narcisista?


Mães que tenham traços ou que pior, sejam portadoras do Transtorno de Personalidade Narcisista tendem a causar traumas que poucos filhos conseguem superar sozinhos. Pense nas dificuldades de lidar com pessoas difíceis e o quanto crescer em um lar com uma genitora problemática pode ser incrivelmente pior. É por essa razão que muitas crianças feridas buscam na vida adulta por apoio profissional, a fim de superar sequelas de uma infância conturbada.


O primeiro passo na caminhada em busca da superação de uma criação pautada na rigidez comportamental, segunda a Constelação Familiar, consiste em compreender as características deste distúrbio e como a soma delas é capaz de inflar alguém com o sentimento da autoimportância. Fique atento as relações onde o sentimento de grandiosidade, falta de empatia, manipulação, intolerância à critica, ciúmes e inveja aguda prevalecem.


Como reconhecer os filhos de uma mãe narcisista?


Filhos de lares disfuncionais crescem com um forte sentimento de desamparo, culpa e baixa autoestima, por serem constantemente criticados e invalidados, além de agredidos fisica, emocional e psicologicamente por quem os colocou no mundo. Nas filhas mulheres, que costumam ser alvo da inveja e competição da mãe, os impactos desta criação se manifestam pelo sentimento de culpa em relação ao comportamento da genitora e pelas coisas que dão errado na casa. Os homens ao contrário, são tratados com predileção explícita e até mesmo usados como troféus, exibidos para validar a maternidade diante da sociedade.


Enfrentamento e cura


Segundo a Constelação Familiar é necessário buscar uma distância que seja saudável, mesmo que isso represente o contato zero e definitivo com a raiz causadora de todos os problemas. O ideal para alguns especialistas, é que cada um encontre em seu interior o ponto de distanciamento que permita o envio de energia amorosa a mãe.

No caso de quem divide o mesmo lar, o ideal é se manter distante psicologicamente, mantendo uma postura reservada, sem o compartilhamento de planos, sonhos e a externação de qualquer tipo de reação ás provocações e discussões desnecessárias. Mas, sem deixar de manter o respeito e a cordialidade, a fim de evitar o tratamento de silêncio que também é uma forma de agressão.


Aprenda a dizer “sim” a essa mãe, reconhecendo que ela possui um transtorno de personalidade rígida e imutável. Assim, ao ver essa mulher com um ser humano imperfeito, você abrirá mão das expectativas que ela seja diferente do que é. O próximo passo para a mudança está em entender a história de vida da sua família, como foi o relacionamento com seus pais na primeira infância, quando provavelmente o Transtorno de Personalidade Narcisista se originou, a fim de ressignificar sua relação com ambos.


Como honrar e respeitar uma mãe narcisista?


Uma das tarefas mais difíceis para os filhos de mães narcisistas está em respeitá-las pela posição que ocupam em suas vidas. Nesta etapa, o maior desafio não está apenas em aceitar sua genitora tal e como ela é, mas em incluí-la no seu coração, aceitando essa relação como a certa para você.

Para alcançar esse nível, no entanto, é necessário processar toda a dor e sofrimento acumulados ao longo de anos dessa relação. Só assim, o Eu Adulto estará fortalecido o suficiente para acolher a criança ou adolescente internamente ferido que um dia foi.

Reconheça que é fruto desta árvore imperfeita. Isso é libertador!



Renata Reston | Psicóloga - Coach - Consteladora Familiar

Atendimento Online e Presencial

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Posts Em Destaque
Posts Recentes
Procurar por tags

Endereço

Rua Visconde de Tamandaré, nº 678
Centro, Alegrete, RS.

Horários

Segunda à Sexta: 08h às 20h30

Sábado: 08h às 17h

E-mail

Redes

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Youtube
bottom of page